Tag

Andes

AMÉRICA DO NORTE, AMÉRICA DO SUL, CANADÁ, CHILE, Santiago, Toronto

Restaurante Giratório Santiago X Toronto

Quando a gente pensa em restaurante já vai pensando na comida é claro. Mas não é de se dispensar um restaurante quando além de tudo ele tem uma vista incrível, principalmente quando ele, o restaurante, gira.

Essa é a ideia dos restaurantes giratórios, são normalmente circulares, giram no seu próprio eixo (calma, não é parque de diversão) e te dão uma vista 360º da cidade.

Aqui no Brasil o restaurante giratório mais alto é o Restaurante Mascaron na cidade de Veranópolis RS, mas ao redor do mundo são em torno de 86 restaurantes com essa temática.

Tivemos a oportunidade de conhecer dois deles, um em Santiago no Chile e o outro em Toronto no Canadá que fica na CN Tower. Aí vai nossa opinião como meras turistas:

Restaurante Giratório Santiago X Toronto

Giratório de Santiago/Chile

restaurante-giratorio

O Restaurante

O Giratório Restaurant de Santiago fica em um prédio antigo do bairro Providência, região bem frequentada por turistas, pois reúne diversos restaurantes, bares e hotéis. No 18º andar o ambiente do restaurante é agradável, porém um pouco antigo. O atendimento foi muito bom, normalmente é necessário reservar, mas arriscamos ir lá antes das 8 horas da noite de uma quarta-feira e fomos muito bem acolhidos e colocados em uma mesa ao lado da janela (melhor lugar para se ver a cidade).

restaurante-santiago

O restaurante gira super devagar (ainda bem, porque a carta de vinhos é grande), as vezes nem se percebe que ele está se movendo. O tempo que a gente ficou lá ele deu apenas uma volta completa.

restaurante-giratorio-chile

Dica: Chegar assim mais cedo para a janta te dá a vista de Santiago de dia, do pôr do sol e da noite com as luzes da cidade todas acessas.

giratorio-chile

A Comida

Antes de ir ao Chile pesquisei na internet e as opiniões se dividiam bastante, muitos chamam o local de pega turista, mas bati o pé e quis ir mesmo assim, até porque meu interesse estava mais em ter um momento legal e com a vista da cidade do que a comida em si.

giratorio

Bom, a comida do restaurante não é algo muito sofisticado, é na verdade comida bem normal, mas bem apresentada e muito saborosa. O preço sim achei um pouco acima do pedido, se paga pela vista rsrs, mas nada absurdo, então digo que valeu a pena. A carta de vinho é bem variada e os garçons foram muito atenciosos e sempre dispostos a tirar fotos dos clientes. 

A Vista

O Giratório de Santiago tem um ponto forte de atrativo no seu horizonte: uma vista incrível para as Cordilheiras dos Andes, como se não bastasse toda a visão da cidade plana aos pés dela. Esse é com certeza o principal atrativo do restaurante.

giratorio-santiago

restaurante-santiago-chile

Mas se você ainda ficou na duvida de conhecer ou não, vou colocar aqui a opinião de outros colegas blogueiros que estiveram por lá:

  • A Rachel do Blog Viagem a Dois achou que é um  programa super romântico.
  • A Fernanda do Blog Pigmento F conta o que achou e fala sobra vários outros restaurantes de Santiago.
  • A Mariana do Blog Fora de Casa também tem uma lista de opções além do Giratório.
  • A Daniela do Blog Só Viagem visitou o Giratório e outros restaurantes em Santiago.

Informações Úteis:

Av. Nueva Providencia 2250, P 16, Providencia

Metro: Los Leones

Site oficial: www.giratorio.cl

Giratório de Toronto/Canadá

restaurante-cn-tower-vista

A torre de Toronto é a CN Tower e atualmente é a atração turística mais visitada da cidade. Ao todo ela tem 553 metros de altura (imagine um prédio de 147 andares) e ao subir com um elevador panorâmico super rápido (menos de 1 minuto) é possível acessar 3 níveis que se dividem em restaurantes, pontos de observação com chão de vidro e local para caminhar em uma plataforma fora da torre.

restaurante-cn-tower-torre

Estes se encontram a 446 metros do chão. No piso térreo há uma grande loja de souvenires e murais com toda história da torre. Você não precisa pagar para subir na torre caso tenha reserva no restaurante.

restaurante-cn-tower-informacoes

O Restaurante

O ‘360 Restaurant’ é o restaurante giratório da torre. Fizemos reserva ainda no Brasil, já que estávamos em uma turma bem grande, mas mesmo chegando no horário marcado precisamos esperar mais de uma hora.

restaurante-cn-tower

Nesse meio tempo fomos encaminhados a um bar no andar abaixo, já aproveitamos para ir até o chão de vidro e testar a coragem, por que, afinal, você sabe que está super alto, mas quando se olha para baixo, pisando em um vidro, a altura se torna real.

restaurante-cn-tower-piso-vidro

restaurante-cn-tower-piso

Nossa mesa ficava bem na janela e no tempo que levamos para jantar foi possível dar em torno 3 voltas, mas é muito suave, só é perceptível quando se olha para o centro do restaurante que é fixo.

A Comida

Já tínhamos visto o cardápio quando fizemos a reserva, já tínhamos ideia do preço mais salgado, mas valeu a pena já que a comida era deliciosa. O cardápio indicava combinações prontas com entrada, prato principal e sobremesa combinada com uma ótima carta de vinhos.

restaurante-cn-tower-comida

Aproveitamos para provar um vinho típico da região, o Ice Wine, uma delícia.

A Vista

Assim como no Giratório de Santiago, o ideal seria chegar final da tarde para ver o pôr do sol, mas nossa reserva no restaurante da CN Tower era somente a noite.

restaurante-cn-tower-vista-toronto

A olho nu era possível ver uma Toronto linda toda iluminada, mas nas fotos, como tem as janelas, acaba pegando o reflexo do vidro e que atrapalha um pouco

Porém, a combinação da altura, vista de toda Toronto, comidas e vinhos bons faz com que toda a experiência valha a pena.

Informações Úteis:

Front St W 301, Toronto, Canadá

Metro: St Andrew

Site oficial: www.cntower.ca

E você? Já conheceu algum restaurante giratório? Conte para gente o que achou!!!

Quer conhecer outros restaurantes giratórios pelo mundo? Dá uma olhada nos posts dos nossos colegas Blogueiro:

Reserve seu Hotel em Toronto ou Santiago aqui no Banner do site Booking. Você não paga a mais por isso, mas ajuda a manter o Blog no ar, pois recebemos um comissão através da parceria com o Booking. 🙂

E se precisa alugar um carro é só pesquisar aqui na RENTALCARS. Você aluga um carro com uma empresa segura, ajuda o Blog e passeia tranquilo.

Não esqueça de comprar seu seguro antes de viajar. A REAL SEGURO VIAGEM tem um buscador que compara os preços em várias corretoras. E o blog também recebe uma comissão pelas vendas sem alterar o seu custo.

Seguro viagem america do sul 468x60

9 Comentários
Você também pode gostar....
Cordilheira dos Andes – Chile
7 de março de 2016
El Yeso – Vale do Maipo – Chile
31 de janeiro de 2016
AMÉRICA DO SUL, CHILE, Vale do Maipo

Cordilheira dos Andes – Chile

Desde o dia que resolvi conhecer Santiago no Chile já tinha em mente reservar um dia para conhecer algum lugar fora da cidade, porque se pensar bem o Chile é um país que oferece todas as diversidades naturais que você pode imaginar, de deserto a vulcão, de geleiras a praias ou estações de ski, então é imperdoável você ir até o Chile e não conhecer alguma de suas belezas naturais.

chile-andes

Mas eu não queria ver deserto, não queria ver vulcão nem geleira. Eu queria mesmo era conhecer de perto as Cordilheiras dos Andes. Nem preciso explicar que sou apaixonada por subir em uma montanha e que fiquei como uma criança boba pendurada na janelinha do avião esperando para passar por cima delas né!? Então procurei por lugares próximos de Santiago para conhecer e descobri a região do Valle del Maipo.

vale-do-maipo-montanhasVale do Maipo e as Cordilheiras no fundo.

Cordilheira dos Andes – Chile

O Vale do Maipo

O Vale do Maipo é uma região muito conhecida no Chile também pela produção dos vinhos. Várias vinícolas podem ser visitadas por lá, como a mais conhecida delas, a Concha y Toro. Outro atrativo da região são as atividades ao ar livre, inclusive aqueles relacionados ao montanhismo, para aventureiros de níveis profissionais ou não.

valle-del-maipo

Claro que eu amadora escolhi um passeio que dizia: atividade própria para a terceira idade, só não contava que a “melhor idade” de hoje em dia deve estar mais preparada fisicamente do que eu, porque deu para sofrer um pouquinho sim, mas nada impossível, inclusive no nosso grupo haviam 4 pessoas maiores de 60 anos que acompanharam todo o roteiro.

O trajeto era: TERMAS DEL PLOMO E TREKKING ATÉ A LAGUNA DOS PATOS.

Saímos bem cedo de Santiago e seguimos até a cidade de San José del Maipo, o principal município da região. Parada rápida para comer algo e seguimos em estrada de chão, pelo Cajon del Maipo em direção às Cordilheiras.

san-jose-maipo

Embalse El Yeso

Primeira surpresa do trajeto, o El Yeso. Uma represa das águas que degelam da montanha e descem com o Rio Yeso. Lugar de paisagem surreal: Clique aqui para ver o post sobre o El Yeso e como chegar lá.

el-yeso-chileEmbalse El Yeso

Mais adiante paramos em uma das casas de criadores de cabra (você vai ver muitas delas na estrada e vai ter vontade de levar uma filhotinha para casa) para provar o queijo do leite de cabra (leia-se comer algo delicioso feito no mesmo dia que mais parecia uma manteiga derretendo).

maipo-chile

Termas Del Plomo

Seguindo sempre em direção ao Vale, acredite, a paisagem só vai melhorando. Chegamos até as Termas Del Plomo já em uma altura de 2.900 metros acima do mar, de onde sairíamos caminhando.

termas-del-plomo

Termas del Plomo

termas-del-plomo-chile

As Termas del Plomo são piscinas naturais com águas aquecidas pelo vulcão San José, um dos mais altos (5.856m) e que faz divisa com a Argentina. A água é quente mesmo, chega a 24 graus, mas no lado de fora mesmo no verão faz um friozinho.

termas-chileEstrutura nas Termas del Plomo e efeito da altitude no lanche, que aliás deixa ele horrível de comer. 

Trekking na Cordilheira dos Andes

Agora todos prontos para começar o trekking, na mochila lanche, casacos mais quentes, luva, gorro e nem parecia que iria fazer tão frio lá em cima, mas o guia leva até casacos reservas na van.

trekking-cordilheiras

Juro que no primeiro “montinho” que a gente teve que subir já achei que ia ter que sentar e descansar! Gente o que é andar morro acima nessa altitude??? ôia gente despreparada kkk Um minuto de caminhada e eu já estava suando!!!

montanha-andes

Mas ainda bem que a gente tinha um guia, que agora explicou que a gente tem que caminhar super devagar, tipo passinho de formiga mesmo, respirar fundo, parar, mexer a cabeça devagar e ir tomando água sempre.

vale-do-maipo-chile

Ele nos explicou todos os sintomas que poderíamos sentir principalmente dor na nuca, mas claro que eu fui agraciada com todos os outros – falta de ar, tontura, enjoo – mas apesar disso eu garanto que vale a pena cada esforço. Quando você para e olha a paisagem qualquer dor desaparece, é realmente indescritível a beleza do lugar.

cordilheiras-andes

andes-chileAs montanhas no fundo da foto fazem fronteira com a Argentina.

O caminho que fizemos é uma antiga trilha indígena, até é possível fazer sozinho, mas acho que eu não enxergaria a trilha não, melhor ir com um guia mesmo.

Lagoa dos Patos

lagoa-dos-patos-chile

Quando já eram umas quatro horas da tarde chegamos no ponto mais alto do nosso trekking, 3.200 metros e deu até uma nevadinha, bem fina, mas nessa altitude os picos tem neve eterna, então aproveitamos para se divertir no gelo.

andes-neve

 Chegamos a Lagoa dos Patos no topo da montanha.

laguna-los-patos

lagoa-andes

A água lá é totalmente transparente, a gente enxerga a vegetação no fundo do lago. Parada para comer, admirar as cordilheiras e começar a sentir frio hehe. Até então o corpo suava, mas é só parar poucos minutos que o frio pega valendo. E foi um tal de puxa gorro e luva bonito.  

cordilheira-andes-chile

Logo já começamos a descer pelo outro lado da montanha.

trekking-andes

andes

Esse horário, nessa época do ano (Novembro) é o máximo que podemos ficar lá em cima, por causa do frio e por causa de possíveis tempestades de neve. Para subir mais do que essa altitude é preciso roupas mais adequadas.  Na volta descansamos esquentando os pés nas águas termais. 

vulcao-san-jose

Para fazer esse passeio contratamos tudo com antecedência com a empresa Jorge Excursiones. No site tem um calendário de passeios já agendados. O Jorge é uma “figura”, muito atencioso, trocou informações com a gente por e-mail várias vezes e sempre respondia rápido. Super indico e ele faz vários tours: www.jorgeexcursiones.cl  

Reserve seu Hotel em Santiago aqui pelo site Booking. Você não paga a mais por isso, mas ajuda a manter o Blog no ar, pois recebemos uma comissão através da parceria com o Booking 🙂

E se precisar alugar um carro é só buscar na lateral do blog a caixa de pesquisa da RENTALCARS. Você aluga um carro com uma empresa segura, ajuda o Blog e passeia tranquilo pelas lindas cidades chilenas.

4 Comentários
Você também pode gostar....
Restaurante Giratório Santiago X Toronto
27 de junho de 2016
El Yeso – Vale do Maipo – Chile
31 de janeiro de 2016
AMÉRICA DO SUL, CHILE, Vale do Maipo

El Yeso – Vale do Maipo – Chile

Atividades outdoor é o que não falta em uma viagem para o Chile. Como visitei Santiago no verão e sabia que não ia poder esquiar ou ver neve no Valle Nevado resolvi procurar por outros passeios. Descobri a região do Vale do Maipo (Cajón del Maipo) e suas inúmeras atividades ao ar livre.

vale-do-maipo-chileO caminho até El Yeso com as Cordilheiras no fundo.

Bom, o objetivo era fazer um trekking nas Cordilheiras dos Andes, mas de quebra, no percurso do passeio acabei conhecendo outros lugares incríveis como o Embalse El Yeso.  

El Yeso – Vale do Maipo – Chile

O Embalse El Yeso

chile-yeso

O Embalse El Yeso é basicamente um lago represado da água que degela das Cordilheiras dos Andes, mas deixa eu acrescentar: É uma represa no meio dos Andes a 2.500 metros de altura, isso significa que mesmo no verão há neve nos picos das montanhas, com uma capacidade de 253 milhões de metros cúbicos de uma água azul turquesa incrível que se acumula por 8 km, ou seria verde esmeralda a cor? Acho que depende do ponto de vista.

embalse-yeso

embalse-el-yeso

Paramos um tempo ali para tirar fotos e posso afirmar que a paisagem é incansável.

el-yeso-maipo

A represa está localizada passando o município de San Jose Del Maipo, levou dez anos para ser construída e foi inaugurada em 1964. Ela recebe água do rio Yeso e da bacia do Maipo. Toda essa reserva de água abastece a cidade de Santiago e região.

el-yeso

San Jose Del Maipo

Saindo de Santiago em direção a represa você entra na região do Valle del Maipo e passa pelo município San Jose del Maipo, que é a principal cidade da região e onde fica o atendimento turístico.

valle-del-maipo

maipo

San Jose é uma cidade com 13 mil habitantes e recebe turistas o ano todo pois a região oferece diversas atividades como trekking, pesca, rafting, camping, ciclismo, alpinismo, windsurf, etc.

san-jose-del-maipoCentro de San Jose Del Maipo.

Nessa região do Chile também há vulcão, glaciares e os famosos banhos termais (aquecidos pelos vulcões). A cidade é super simpática, vale a pena parar para ver as feirinhas ou fazer um lanche, pois não há onde comprar comida depois de sair da cidade.

Como Chegar no Embalse El Yeso

maipo-chile

mapa_vale-do-maipoImagem do site: www.cajondelmaipo.com

O Embalse El Yeso fica 73 km ou 2 horas e meia de carro saindo de Santiago, sendo que metade do trajeto é feito por estradas de chão que cercam as montanhas e não são das melhores. No inverno nem sempre é possível chegar lá, pois a neve toma conta das estradas.

san-jose-maipo

No auge do inverno, mesmo quando a estrada está liberada, ainda é preciso fazer um trajeto longo a pé. Pode-se chegar lá por conta, tem sempre placas indicando, mas há várias empresas que fazem os passeios até lá ou combinados com outros atrativos.  

chile-tour

O nosso trajeto era ir até as Termas del Plomo e de lá fazer um trekking subindo a montanha até a Laguna Los Patos (conto tudo como foi no próximo post), por isso preferimos ir com um guia. Entrei em contado com a Empresa Jorge Excursiones meses antes de viajar. Reservei tudo com o Jorge pela internet e deu tudo certo. O Jorge é uma “figura”, muito atencioso e engraçado. Trocou informações com a gente por e-mail várias vezes e sempre respondia rápido. Super indico e ele faz vários passeios: www.jorgeexcursiones.cl  

chile-embalse-el-yeso

Informações Úteis

Para ir sozinho até o Embalse El Yeso siga pela rodovia G-25 em direção ao Cajón del Maipo por 47 Km até San Gabriel. Agora em estrada de chão siga mais 2.2 Km até o cruzamento. Siga as placas Embalse el Yeso por mais 18Km.  

Reserve seu Hotel em Santiago aqui pelo site Booking. Você não paga a mais por isso, mas ajuda a manter o Blog no ar, pois recebemos uma comissão através da parceria com o Booking 🙂

 

E se precisar alugar um carro é só buscar na lateral do blog a caixa de pesquisa da RENTALCARS. Você aluga um carro com uma empresa segura, ajuda o Blog e passeia tranquilo pelas lindas cidades chilenas.

Deixe um comentário
Você também pode gostar....
Restaurante Giratório Santiago X Toronto
27 de junho de 2016
Cordilheira dos Andes – Chile
7 de março de 2016