CHILE, Santiago

Centro Histórico de Santiago – Chile

Caminhar pelo Centro Antigo de Santiago é um passeio muito agradável. Dá pra sentir o coração da cidade mesmo, o movimento apressado do povo chileno nos dias de semana, o charme da arquitetura antiga se misturando com a nova e os resquícios de momentos históricos da cidade.

mapa

Centro Histórico de Santiago – Chile

Roteiro para Conhecer a Pé o Centro de Santiago

Essa parte da cidade é possível percorrer toda a pé. Chegamos no Centro pela estação de metrô La Moneda que fica bem em frente ao Palácio La Moneda e começamos a conhecer Santiago ali mesmo, na Plaza de La Ciudadania.

praça-chile

Essa Praça fica no lado sul do Palácio e é dali que se faz a clássica foto com a bandeira gigante do Chile.

santiago

Pausa para esta foto e porque ainda não comprei um “pau de selfie”: nossa primeira foto em Santiago e a gente se torcendo todo para fazer uma selfie com a bandeira, que claro não estava dando certo. Ai para um cidadão chileno, de terno e gravata, tira a máquina da minha mão e diz: deixa que eu faço a foto! Viu, ficou ótima e sejam bem vindos ao Chile. Pronto, já adorei o povo chileno. Se eu tivesse um “pau de selfie” acho que não teria tido uma recepção tão calorosa.

Ali mesmo, em baixo dessa Praça, está o Panteón de Los Heróis de La Pátria. 

panteon-santiago

Descemos pra ver o túmulo do “Pai da Pátria” o General Bernardo O’Higgins Riquelme e o Monumento ao Soldado Desconhecido. Lá dentro há também uma exposição de imagens ligadas à história do General e da Independência chilena.

soldado-desconhecido-chile

Dali seguimos para o outro lado da avenida para ver de perto o Palácio de La Moneda, sede presidencial do Chile.

palacio-la-moneda

O nome La Moneda é porque o prédio foi construído para abrigar a Casa da Moeda antes de ser residência presidencial. É possível entrar no pátio e ficar bem em frente ao Palácio, é só pedir para os guardas (só descobri isso no outro dia).

la-modena-chile

Pela lateral no Palácio tem uma rampa que dá acesso ao Centro Cultural La Moneda, no subsolo. Nesse Centro acontecem exposições, atividades culturais e cinemas além de cafés e lojas de artesanatos locais.

centro-cultural-la-moneda

xico-la-monedaXico – Cão sagrado para a cultura asteca (Cristina Pineda).

Seguimos para o outro lado do Palácio para ver a Plaza de La Constitución. Essa Praça é bem histórica para o povo chileno porque fica no local onde Pinochet tinha um bunker para se esconder.

praça-armas

É ali que acontece a troca da Guarda Oficial e as doze bandeiras hasteadas representam as regiões do Chile.

Indo em direção a Catedral você cruza a Rua Agustinas, essa rua tem várias casas de câmbio pra trocar o dinheiro, e os valores são bem melhores do que no aeroporto.

Seguimos até a Plaza de Armas, onde está a Catedral Metropolitana de Santiago. Toda em estilo neoclássico só terminou de ser construída em 1.800. Seu interior é decorado com mármore e o altar com a pedra “lapizlásuli”.

catedral-santiago-chile

Nessa Praça também fica o prédio do Museu de Arte Pré Colombiana (visitamos no outro dia) e na rua ao lado está a Casa Colorada.

casa-colorada

A Casa Colorada é agora museu (ainda estava em reforma) e foi declarada Monumento Nacional porque é na verdade a única residência desse estilo antigo que permaneceu em pé depois de tantos terremotos que destruíram a cidade. Ela pertencia a uma família muito rica de um Conde e foi uma das primeiras residências da cidade a ter dois andares. Sua cor vermelha é devido ao processo do tijolo cozido. A Praça das Armas e a fachada da Catedral estavam em reforma então acabamos ficando bem pouco ali.

Nossa próxima parada foi a Rua Paris/Londres. É uma região próxima muito charmosa, com todas as residências antigas, as ruas de calçamento e com mesinhas nas ruas pra servir os cafés.

paris-londres

Vale a pena uma caminhada por lá, é muito agradável sair das avenidas gigantes e se deparar com essa tranqüilidade.

centro-santiago bairro-paris-londres

ruas-santiago

Ainda do Centro de Santiago pode seguir a pé até o Mercado Central, o Museu de Arte Contemporânea, O Museu de Belas Arte ou o Cerro Santa Lucia (foi o que escolhemos). Leia aqui o post sobre esse lugar com uma vista incrível para a cidade e para as cordilheiras. De lá ainda pode-se ir a pé até o Parque Florestal

parque-florestal

O Parque Florestal é uma área de cinco quarterões, toda arborizada, organizada e super limpa do lado do Rio Mapocho. Do outro lado do parque já começa o Bairro Bella Vista. 

parque-florestal-chile

Dicas:

  • Entre as avenidas existem vários Paseos (calçadão), não deixe de provar os cachorros-quentes, com ou sem abacate que lá é chamado de Palta (e eu não fazia a menor idéia) e para provar com abacate é só pedir com molho italiano.

cachorro-quente-santiago

  • A Troca da Guarda acontece a cada dois dias ás 10:00h na Praça da Constituição.
  • A visita por dentro do Palácio La Moneda tem que ser agendada por e-mail e com antecedência. São quatro horários de visita por dia e ela é guiada só em espanhol. O e-mail para agendamento é visitas@presidencial.cl.

Informações Úteis:

 – Catedral Metropolitana de Santiago: Catedral Santiago

 – Palácio La Moneda: Palácio La Moneda

 – Panteón de Los Heróis de La Pátria: Entrada gratuita.

Segunda a sexta 9h às 13h/ 15h às 17h –  Sábado 10h ás 13h.

 – Centro Cultural La Moneda: Segunda a Domingo 9h às 21h. As salas de exposições e atividades tem horários e valores diferenciados: Centro Cultural La Moneda

 – Casa Colorada: Casa Colorada

Reserve seu Hotel em Santiago aqui pelo site Booking. Você não paga a mais por isso, mas ajuda a manter o Blog no ar, pois recebemos uma comissão através da parceria com o Booking 🙂

E se precisa alugar um carro é só buscar na lateral do blog a caixa de pesquisa da RENTALCARS. Você aluga um carro com uma empresa segura, ajuda o Blog e passeia tranquilo pelas lindas cidades chilenas.