Categoria

CANADÁ

AMÉRICA DO NORTE, AMÉRICA DO SUL, CANADÁ, CHILE, Santiago, Toronto

Restaurante Giratório Santiago X Toronto

Quando a gente pensa em restaurante já vai pensando na comida é claro. Mas não é de se dispensar um restaurante quando além de tudo ele tem uma vista incrível, principalmente quando ele, o restaurante, gira.

Essa é a ideia dos restaurantes giratórios, são normalmente circulares, giram no seu próprio eixo (calma, não é parque de diversão) e te dão uma vista 360º da cidade.

Aqui no Brasil o restaurante giratório mais alto é o Restaurante Mascaron na cidade de Veranópolis RS, mas ao redor do mundo são em torno de 86 restaurantes com essa temática.

Tivemos a oportunidade de conhecer dois deles, um em Santiago no Chile e o outro em Toronto no Canadá que fica na CN Tower. Aí vai nossa opinião como meras turistas:

Restaurante Giratório Santiago X Toronto

Giratório de Santiago/Chile

restaurante-giratorio

O Restaurante

O Giratório Restaurant de Santiago fica em um prédio antigo do bairro Providência, região bem frequentada por turistas, pois reúne diversos restaurantes, bares e hotéis. No 18º andar o ambiente do restaurante é agradável, porém um pouco antigo. O atendimento foi muito bom, normalmente é necessário reservar, mas arriscamos ir lá antes das 8 horas da noite de uma quarta-feira e fomos muito bem acolhidos e colocados em uma mesa ao lado da janela (melhor lugar para se ver a cidade).

restaurante-santiago

O restaurante gira super devagar (ainda bem, porque a carta de vinhos é grande), as vezes nem se percebe que ele está se movendo. O tempo que a gente ficou lá ele deu apenas uma volta completa.

restaurante-giratorio-chile

Dica: Chegar assim mais cedo para a janta te dá a vista de Santiago de dia, do pôr do sol e da noite com as luzes da cidade todas acessas.

giratorio-chile

A Comida

Antes de ir ao Chile pesquisei na internet e as opiniões se dividiam bastante, muitos chamam o local de pega turista, mas bati o pé e quis ir mesmo assim, até porque meu interesse estava mais em ter um momento legal e com a vista da cidade do que a comida em si.

giratorio

Bom, a comida do restaurante não é algo muito sofisticado, é na verdade comida bem normal, mas bem apresentada e muito saborosa. O preço sim achei um pouco acima do pedido, se paga pela vista rsrs, mas nada absurdo, então digo que valeu a pena. A carta de vinho é bem variada e os garçons foram muito atenciosos e sempre dispostos a tirar fotos dos clientes. 

A Vista

O Giratório de Santiago tem um ponto forte de atrativo no seu horizonte: uma vista incrível para as Cordilheiras dos Andes, como se não bastasse toda a visão da cidade plana aos pés dela. Esse é com certeza o principal atrativo do restaurante.

giratorio-santiago

restaurante-santiago-chile

Mas se você ainda ficou na duvida de conhecer ou não, vou colocar aqui a opinião de outros colegas blogueiros que estiveram por lá:

  • A Rachel do Blog Viagem a Dois achou que é um  programa super romântico.
  • A Fernanda do Blog Pigmento F conta o que achou e fala sobra vários outros restaurantes de Santiago.
  • A Mariana do Blog Fora de Casa também tem uma lista de opções além do Giratório.
  • A Daniela do Blog Só Viagem visitou o Giratório e outros restaurantes em Santiago.

Informações Úteis:

Av. Nueva Providencia 2250, P 16, Providencia

Metro: Los Leones

Site oficial: www.giratorio.cl

Giratório de Toronto/Canadá

restaurante-cn-tower-vista

A torre de Toronto é a CN Tower e atualmente é a atração turística mais visitada da cidade. Ao todo ela tem 553 metros de altura (imagine um prédio de 147 andares) e ao subir com um elevador panorâmico super rápido (menos de 1 minuto) é possível acessar 3 níveis que se dividem em restaurantes, pontos de observação com chão de vidro e local para caminhar em uma plataforma fora da torre.

restaurante-cn-tower-torre

Estes se encontram a 446 metros do chão. No piso térreo há uma grande loja de souvenires e murais com toda história da torre. Você não precisa pagar para subir na torre caso tenha reserva no restaurante.

restaurante-cn-tower-informacoes

O Restaurante

O ‘360 Restaurant’ é o restaurante giratório da torre. Fizemos reserva ainda no Brasil, já que estávamos em uma turma bem grande, mas mesmo chegando no horário marcado precisamos esperar mais de uma hora.

restaurante-cn-tower

Nesse meio tempo fomos encaminhados a um bar no andar abaixo, já aproveitamos para ir até o chão de vidro e testar a coragem, por que, afinal, você sabe que está super alto, mas quando se olha para baixo, pisando em um vidro, a altura se torna real.

restaurante-cn-tower-piso-vidro

restaurante-cn-tower-piso

Nossa mesa ficava bem na janela e no tempo que levamos para jantar foi possível dar em torno 3 voltas, mas é muito suave, só é perceptível quando se olha para o centro do restaurante que é fixo.

A Comida

Já tínhamos visto o cardápio quando fizemos a reserva, já tínhamos ideia do preço mais salgado, mas valeu a pena já que a comida era deliciosa. O cardápio indicava combinações prontas com entrada, prato principal e sobremesa combinada com uma ótima carta de vinhos.

restaurante-cn-tower-comida

Aproveitamos para provar um vinho típico da região, o Ice Wine, uma delícia.

A Vista

Assim como no Giratório de Santiago, o ideal seria chegar final da tarde para ver o pôr do sol, mas nossa reserva no restaurante da CN Tower era somente a noite.

restaurante-cn-tower-vista-toronto

A olho nu era possível ver uma Toronto linda toda iluminada, mas nas fotos, como tem as janelas, acaba pegando o reflexo do vidro e que atrapalha um pouco

Porém, a combinação da altura, vista de toda Toronto, comidas e vinhos bons faz com que toda a experiência valha a pena.

Informações Úteis:

Front St W 301, Toronto, Canadá

Metro: St Andrew

Site oficial: www.cntower.ca

E você? Já conheceu algum restaurante giratório? Conte para gente o que achou!!!

Quer conhecer outros restaurantes giratórios pelo mundo? Dá uma olhada nos posts dos nossos colegas Blogueiro:

Reserve seu Hotel em Toronto ou Santiago aqui no Banner do site Booking. Você não paga a mais por isso, mas ajuda a manter o Blog no ar, pois recebemos um comissão através da parceria com o Booking. 🙂

E se precisa alugar um carro é só pesquisar aqui na RENTALCARS. Você aluga um carro com uma empresa segura, ajuda o Blog e passeia tranquilo.

Não esqueça de comprar seu seguro antes de viajar. A REAL SEGURO VIAGEM tem um buscador que compara os preços em várias corretoras. E o blog também recebe uma comissão pelas vendas sem alterar o seu custo.

Seguro viagem america do sul 468x60

9 Comentários
Você também pode gostar....
Cordilheira dos Andes – Chile
7 de março de 2016
El Yeso – Vale do Maipo – Chile
31 de janeiro de 2016
AMÉRICA DO NORTE, CANADÁ

Casa Loma – Toronto

Já visitei alguns castelos e palácios e em todos, sem exceção, saio pensando na injustiça de a realeza ter tanta riqueza e ostentação e o povo nada.

Porém, com a Casa Loma foi exatamente o contrário. Numa Toronto de inverno muito rigoroso, um homem rico a construiu com seu próprio dinheiro, deu emprego a muitas pessoas, incluindo salário, calefação e água quente. Isso, e o fato de a casa ser linda, me fizeram ficar por horas lá dentro!

 Casa Loma – Toronto

casa-loma-frente

casa-loma-vista-geralcasa-loma-vista-pe-direitoPé direito do salão principal com 9 metros

O Idealizador da Casa Loma

casa-loma-placa

Sir Henry Mill Pellatt nasceu em Kingston, Canadá, mas tinha descendência europeia (daí o estilo europeu de sua casa). Casou-se com Mary Dodgson e tiveram um único filho. Sir Henry era um importante financista no ramo de hidrelétricas e possuía o monopólio da energia de Toronto. Inclusive uma das hidrelétricas em funcionamento até hoje nas Cataratas do Niágara foi ele quem financiou.

Ele construiu a casa porque simplesmente queria viver bem (e quem não quer???rsrs)

Sir Henry investiu todo seu dinheiro em ações no banco e, infelizmente, em 1923, com o alto custo de manter a mansão e a grande depressão pós guerra, Sir Henry faliu e teve todos os bens leiloados. Já viúvo, seu filho o abandonou e o ex milionário foi morar com um de seus empregados (o motorista).

casa-loma-fundos2

A Casa Loma

Chamada de Casa Loma que significa Casa na Colina em espanhol, você já consegue imaginar onde a casa está localizada né? Tão no alto que a vista para Toronto é linda.

casa-loma-escadariaEscada para chegar a Casa

casa-loma-vista-torreVista do alto da torre

casa-loma-vista-cn-tower

casa-loma-cn-tower

Depois de muitos anos fechada, a casa virou museu e locação cinematográfica. Também é possível locar para eventos para até 1500 pessoas, dependendo qual cômodo seja escolhido.

Os bens que haviam sido leiloados foram localizados e podemos visitar a casa vendo a maioria dos móveis originais!

casa-loma-sala-chaTodos os cômodos possuem passagens secretas

casa-loma-sala-musica

casa-loma-sala-jogos

casa-loma-escritorioMesa identica a de Napoleão. Sir Henry o adorava.

Muitas cenas de seriados e filmes foram filmados ali, incluindo a série Os Kennedys e os filmes (entre tantos): Chicago, O Terno de Dois Bilhões de Dólares, Operação Babá e o motivo pelo qual quis conhecer a casa, serviu de escola de mutantes do Professor Xavier em X-Men (!!!!!). No subsolo, há um corredor com quadros dos filmes filmados ali e descrito qual cômodo foi utilizado para as filmagens (os cinéfilos piram rsrsrsrs)

casa-loma-corredor-filmes

A casa demorou 3 anos para ser construída e foram gastos muitos milhões. Para conferir de perto a construção, Sir Henry e sua família se mudaram para uma casa em frente.

No auge, a casa possuía 30 empregados e todos trabalhavam 6 dias por semana folgando no domingo para poderem ir a igreja. Não existem relatos de reclamações em relação ao seus chefes. Todos dormiam onde havia calefação e podiam usar água quente, ao contrário das demais mansões da época, onde os empregados dormiam nos estábulos.

Todos os cômodos possuíam um telefone. O registro de ligações mostra que eram efetuadas mais ligações internas do que em toda a cidade de Toronto.

casa-loma-telefonesAlguns dos telefones

A Visitação na Casa Loma

Antes de começar a visita vá a lojinha no subsolo e pegue um áudio-guia gratuito. Você pode escolher Inglês/Japonês/Espanhol (peguei Espanhol e foi super tranquilo para entender).

Muitos cômodos estão fechados, mas a base da casa está aberta para visitação – salas (muitas), quartos (incluindo banheiros e closets), jardins, biblioteca, torre, túnel, garagem, estábulo, etc.

casa-loma-quarto-henryQuarto do Sir Henry

casa-loma-quarto-esposaQuarto da Sra. Pellat – o qual possuía uma passagem exclusiva para o quarto do marido

casa-loma-closetCloset

casa-loma-banheiroBanheiros com água quente

No último andar há o corredor da Primeira Guerra (achei bem desnecessário, como se não soubessem o que colocar ali, e o fizeram só para fechar espaço) e fotos das celebridades que já passaram pela casa durante o principal evento de Cinema de Toronto, o TIFF.

casa-loma-andar-guerra

Nesse andar também há uma espécie de cinema onde um vídeo fica repetidamente contando a história da casa e da Família Pellatt.

Ainda aqui há o acesso a uma das Torres (a outra estava em reforma). O acesso é por todos os tipos de escada imagináveis. Começa com uma escada normal de madeira, passa pela estrutura da casa, vigas, madeiras, telhados, aí vem uma escada de concreto e outra de ferro em espiral (onde só cabe quem tá subindo ou quem tá descendo – deu congestionamento rsrsrs), e quando você acha que já terminou, ainda tem mais uma escadinha de madeira. Mas vale a pena pela vista!!!!

casa-loma-escadarias

casa-loma-torreTopo da Torre

casa-loma-passagemEscada para passagens internas

Estábulo – Garagem – Estufa

O terreno onde foi construído esse restante da casa fica há aproximadamente 500m da casa. Devido ao frio, mas principalmente por segurança política, Sir Henry construiu um túnel ligando uma parte a outra da casa com calefação. Hoje em dia está cheio de quadros que ilustram a época de sucesso da casa e em sequência há fotos da crise do Canadá. Confesso que passei rapidinho pois não há mais calefação pelo túnel e estava bem frio lá em baixo. No caminho também é possível ver a gigantesca caldeira que alimentava a casa.

casa-loma-tunel

O Túnel termina na oficina, onde até uma bomba de gasolina só para seus carros Sir Henry mantinha.

casa-loma-garagem

Em sequência há a estufa de flores. Um lugar onde Sir Henry perdia muitas horas por ser a paixão dele. Cultivava várias espécies de flores exóticas e aproveitava seu túnel climatizado para levá-las até o jardim de inverno da casa.

casa-loma-estufa

casa-loma-jardim-invernoJardim de inverno da casa

A visita termina no estábulo. Tudo muito organizado, cada baia possuía o nome de seu cavalo. A égua queridinha do Sir Henry era a Belle. A história conta que um importante membro da família real da Inglaterra, em uma visita a casa, pediu de presente a égua. Mas, educadamente, Sir Henry negou. E aí? Tinha coragem de negar um presente a um membro da família real?

casa-loma-estabulo

A dica principal: vá as quartas-feiras! É o dia em que a casa fica aberta até as 21hs e você tem a oportunidade de conhecê-la também a noite, o que é um espetáculo a parte. Como fomos com tempo, praticamente refizemos a visita quando anoiteceu.

casa-loma-porta

Durante nossa visita, havia uma estrutura para um casamento, no estilo casamento de princesa. A cerimônia seria nos jardins e o jantar na biblioteca. Coisa mais linda!!!!!

casa-loma-bibliotecaRecepção do casamento montada na Biblioteca

casa-loma-casamento casa-loma-jardim

Informações Úteis:

1 Austin Terrace, Toronto, Ontario, Canada

Horários: diariamente 9:30hs às 17:00hs. Quartas-feiras aberto até 21hs.

Valor: $24.00 inteira

Site oficial: www.casaloma.org

Reserve seu Hotel no Canadá aqui no Banner do site Booking. Você não paga a mais por isso, mas ajuda a manter o Blog no ar, pois recebemos um comissão através da parceria com o Booking 🙂

2 Comentários
Você também pode gostar....
Restaurante Giratório Santiago X Toronto
27 de junho de 2016
Toronto Music Garden-Toronto
17 de outubro de 2014
AMÉRICA DO NORTE, CANADÁ, Toronto

Toronto Music Garden-Toronto

Numa cidade de 5 milhões de habitantes me surpreendi quão silenciosa ela é. Toronto transpira cultura! E como se nada mais pudesse me impressionar na cidade, encontro no mapa turístico a indicação de um parque “Toronto Music Garden” e com um pouquinho de pesquisa (santo Google) descubro que é um parque totalmente dedicado a Suíte de Bach No. 1 em Sol Maior.

Toronto Music Garden 

toronto-music-garden.jpeg

music-garden-entrada.jpeg

Embora não seja um ponto turístico muito famoso, quis conhecer. Um dos motivos é porque adoro parques abertos e gratuitos, mas principalmente porque lembrei das aulas de piano, e como Bach sempre me conquistou com suas composições e sua história de que, mesmo ficando cego, continuou tocando e compondo novas músicas.

toronto-garden-saida.jpeg

music-garden-esquilo.jpeg

Em pleno Harborfront – beira do lago – está o jardim. Ele foi projetado pelo internacionalmente renomado violoncelista Yo Yo Ma e pela paisagista Julie Moir Messervy. Quando as árvores ficam mais espessas se tem uma linda visão do lago e seus barcos alinhados.

toronto-garden-harborfront.jpeg

music-garden-harborfront.jpeg

O jardim é quase como um labirinto, fazendo com que você se sinta caminhando por entre a partitura da música. Em cada jardim há uma placa com a partitura, informando em qual parte da música você está – Prelude, Allemande, Courante, Sarabande, Giga ou Menuett.

music-garden-mapa.jpeg

music-garden-prelude.jpeg

jardim-prelude.jpeg

music-garden-jardins.jpeg

music-garden-allemande.jpeg

music-garden-jardim.jpeg

music-garden-courante.jpeg

jardim-torre.jpeg

music-garden-monumento-jardim.jpeg

music-garden-sarabande.jpeg

jardim-toronto.jpeg

music-garden-menuett.jpeg

music-garden-saida.jpeg

Pegamos a última semana de verão lá, dia cinza, garoando, e achei que os jardins já não estavam mais tão bem cuidados. Mas, ainda assim, acho que a ideia do parque é ótima! Bach merece toda homenagem, seja em forma de música ou de jardim.

Como um belo país de primeiro mundo, onde a população tem acesso a cultura gratuitamente, ao ar livre, durante o verão há apresentações chamadas de Summer Music in the Garden. Uma pena não estarmos lá em dias de apresentações.

Informações úteis:

Aberto ao público

Endereço: 479 Queens Quay W.

  • Aqui tem mais lugares legais que conheci em Toronto: Casa Loma
  • Acompanhe as novidades do blog também pelo nosso FACEBOOK e INSTAGRAM

    Reserve seu Hotel em Toronto aqui pelo site BOOKING. Você não paga a mais por isso, mas ajuda a manter o Blog no ar, pois recebemos uma comissão através da parceria com o Booking 🙂

    E se precisa alugar um carro é só pesquisar aqui na RENTALCARS. Você aluga um carro com uma empresa segura, ajuda o Blog e passeia tranquilo pelas lindas cidades dos Estados Unidos.

    Não esqueça de comprar seu seguro antes de viajar. A REAL SEGURO VIAGEM tem um buscador que compara os preços em várias corretoras. E o blog também recebe uma comissão pelas vendas sem alterar o seu custo.

    Seguro viagem america do norte 468x60

Deixe um comentário
Você também pode gostar....
Restaurante Giratório Santiago X Toronto
27 de junho de 2016
Casa Loma – Toronto
3 de fevereiro de 2015