BARBADOS, CARIBE

Barbados – Caribe – Parte 1

E aí você mora em Santa Catarina, sai do país com de 10°C e chega em Barbados com sensação térmica de 40°C! Você fica com dor de garganta com o choque térmico ou você aproveita o paraíso? No meu caso as duas opções hahahah

accra-beach

O aeroporto de Barbados é pequeno mas bem organizado, aproveitamos para trocar um pouco de dinheiro no câmbio dali mesmo, mas não é necessário já que todo o comércio adota o câmbio de 1 dólar Americano = 2 dólares barbadenses.

Pegamos o carro que já havíamos alugado do Brasil e o pessoal da locadora, muito solícito, se ofereceu para ir com outro carro com nossas malas e nos mostrando o caminho (já que estávamos em 7 pessoas e no nosso carro caberia ou nós ou as malas). Já gostei dos bajans!!

Barbados Caribe – Parte 1

Dias 1 e 2 – Dias Livres

Barbados tem inúmeras opções de hospedagem para todos os bolsos e gostos. Na costa leste onde é banhado pelo mar do Atlântico, as opções de hospedagem são menores mas como a ilha é pequena, pode tranquilamente se hospedar na costa Oeste e ir todo dia para lá surfar!

barbados-accra-hotel

Depois de muita pesquisa nós ficamos hospedados no Accra Beach Hotel que possui uma ótima localização além de uma praia linda com uma faixa de areia larga na costa oeste, com aquele marzão 50 tons de azul caribenho. O hotel oferece toalhas e cadeiras na praia, tem 4 restaurantes e um bar molhado, perfeito para terminar o dia na piscina tomando Rum Punch.

 barbados-accra

Deixamos sábado e domingo livre para caminhar, descobrir o ótimo comércio da redondeza (há uma espécie de shopping em frente ao hotel com várias opções de restaurantes e lojinhas de souvenir), curtir a praia de Accra e dar uma olhada em Worthing Beach que fica ao lado.

 barbados-accra-piscina

Dia 3 – Praia e Costa Leste

Segunda pela manhã ainda deixamos livre, por que né, estávamos de férias no Caribe.

barbados-accra-praia

A tarde estava na programação explorar o Leste da Ilha, lá onde é banhado pelo Atlântico e tem muitas ondas para os surfistas. Colocamos no GPS a primeira praia que gostaríamos de conhecer e saímos. Depois de uns 15 minutos o GPS indicava que havíamos chegado no MAR, olhávamos para todos os lados e o que parecia mesmo era que estávamos no ponto mais isolado e pobre do país. Depois de algumas voltas e pedidos de informação resolvemos resetar o GPS e tchanam, finalmente ele nos levou ao destino correto. Porém perdemos muito tempo nessa brincadeira e foi necessário excluir algumas praias do programado. 

Vou abrir um parênteses aqui sobre o trânsito: a maior parte das estradas são pistas simples, mesmo onde o GPS informava “highway”, só há acostamento nas poucas vias duplicadas e no interior pegamos estradas muito ruins e estreitas, porém os motoristas locais são bastante educados no trânsito, param sempre para os pedestres passarem (mesmo sem faixa de pedestre) e sinalizam com luz ao dar passagem aos carros que querem cruzar a via.

barbados-estrada

Paramos em Bathsheba onde há uma antiga construção e deixa a vista muito pitoresca. As praias do Leste – e outras ilhas do Caribe – estão sofrendo com o excesso de sargaço que são essas algas, inclusive no avião chegando em Barbados já era possível vê-las e eram tantas que do alto pareciam manchas de óleo no mar.

barbados-sargaco barbados-bathsheba

Próxima parada foi na Igreja St. John’s Church, uma igreja de estilo gótico de 1836. Estava acontecendo um velório e visitamos o entorno dela, onde há várias tumbas muito antigas, com o som do órgão ficou meio sombrio o passeio. A igreja fica muito acima do nível do mar e tem uma vista linda da costa leste.

barbados-st-johns-church

barbados-leste

Ao sair passamos pelo cemitério e o bar ao lado estava lotado, as pessoas riam, bebiam e conversavam com muita animação. Uns dias depois, ao visitar a destilaria de Rum, a guia comentou que em Barbados é comum encontrarmos uma igreja, um cemitério e um ‘Rum Shopping’ já que para eles tudo é motivo para beber. Seja em casamento ou em velórios. Povo animado!

barbados-church

Na praia de Bath fizemos uma parada rápida e vimos ela de um mirante no alto. Soube que antigamente a ilha possuía uma linha de trem que cruzava o país de Bridgetown, capital, até Bathsheba e ali em Bath ainda possui um pedaço dessa linha de trem. Fica a dica para quem tiver mais tempo

barbados-bath

Codrington College é a faculdade de Teologia mais velha do ocidente. Sua construção de 1743 foi baseada em Oxford. Atualmente é uma biblioteca e possui aulas apenas aos sábados. Os bajans aproveitam o espaço para fazer piquenique.

barbados-codrington barbados-codrington-college

O local é calmo e transmite muita paz. Mesmo estando fechada naquele dia, é possível caminhar pelo seu gramado, ter uma vista linda para o oceano e avistar até um antigo farol no ponto mais ao leste da ilha.

barbados-codrington-college-fachada

Informações Úteis:

Condrigton College: Entrada franca. Site oficial: www.codrington.org

Accra Brach Hotel: www.accrabeachhotel.com

Essa viagem foi parcialmente patrocinada por Visite Barbados e Global Vision Acess. O post foi escrito de forma totalmente imparcial conforme nossa própria opinião sobre o destino. 

Reserve seu Hotel em Barbados aqui no Banner do site Booking. Você não paga a mais por isso, mas ajuda a manter o Blog no ar, pois recebemos um comissão através da parceria com o Booking. 🙂

E se precisa alugar um carro é só pesquisar aqui na RENTALCARS. Você aluga um carro com uma empresa segura, ajuda o Blog e passeia tranquilo por Barbados.

Não esqueça de comprar seu seguro antes de viajar. A REAL SEGURO VIAGEM tem um buscador que compara os preços em várias corretoras. E o blog também recebe uma comissão pelas vendas sem alterar o seu custo.

Seguro viagem america do sul 468x60