EUROPA, ITÁLIA, Siena

Piazza Del Campo – Siena

palio-de-siena

Passar por Siena é roteiro indispensável para conhecer a Toscana. A cidade fica no centro da região e apesar de eu ter achado ela com um clima bem jovial, cheia de adolescentes andando para cima e para baixo com uniformes de colégios, em esquina alguma ela deixa de lado aquele ar de cidadezinha medieval italiana, principalmente quando se visita a Piazza Del Campo.

torre-siena

siena-ruasAs ruelas de Siena

Piazza Del Campo – Siena

Os prédios antigos, as janelas verde Toscana (você vai entender essa cor quando visitar a Toscana rsrs) as roupas penduradas nos varais e muitas florzinhas nos prédios enquanto você caminha até a praça parece que vai criando um clima para chegar no Centro da Cidade. Engano nosso, a praça deixa qualquer um de boca aberta.

toscana

Entramos na praça pela parte alta dela. Esse acesso passa pela rua dos fundos da Duomo.

siena-toscanaFundos da Duomo de Siena

A primeira vista já achamos que era a frente da Igreja de tão lindinha, mas acabamos nos surpreendendo depois. Conto sobre a Duomo em outro post.

História da Praça de Siena

Tão linda e diferente a Praça de Siena, que por isso faz parte da lista da UNESCO de Patrimônio da Humanidade. O local muito antigamente era só um centro comercial comum para várias pequenas comunidades da Toscana. Ali funcionava um mercado a céu aberto de comidas, animais e especiarias.

piazza-del-campo-siena

Quando essas comunidades (Castellare, San Martino e Camollia) se uniram para então formar a cidade de Siena, escolheram esse espaço para formar a Praça Central, e em 1218 iniciou os planejamentos de limpeza do local. Foi preciso muitos anos e uma boa quantia de dinheiro para desapropriar os mercadores locais, além de terem que destruir casas, jardins e construir um muro para proteger da água que ali acumulava.  

siena-italiaVista da cidade de Siena

A Praça foi construída em forma de um D ou Meia Lua e inclinada como um anfiteatro. Toda pavimentada com tijolos vermelhos e mármore travertino que divide o chão em nove partes. Essas nove partes simbolizam o “Estado dos Noves”: Governo que idealizou a Praça exatamente onde era um local neutro para fixar os prédios políticos para Siena.

siena-motos

O Que ver na Piazza del Campo de Siena

siena

Essa praça toda “diferentona” mede 333 metros de circunferência, então sentar em qualquer parte dela e ficar admirando os prédios ao redor faz parte.

O Palazzo Publico – É a prefeitura da cidade. O Palácio foi construído como sede do Governo dos Nove Senhores que administravam a cidade no século XIII.  Hoje o primeiro andar do prédio também abriga o Museu Cívico de Siena.

piazza-del-campo

A Capela Gótica – Também chamada de Capella di Piazza foi construída junto ao prédio do Palácio Público em frente a Torre assim que a cidade se viu livre da Peste Negra no ano de 1348. Feita toda em mármore ela parece mais um tabernáculo, pois é toda aberta.

pracas-toscana

A Torre Del Mangia – Ponto alto da Praça mesmo estando na parte baixa dela. Com seus 102 metros de altura foi construída em 1338 como símbolo de poder. É ela que abriga o relógio e o campanário. Curiosamente leva esse nome apenas porque seu vigia gastava todo seu dinheiro em comida (mangiare = comer) É possível subir na Torre e o valor do ingresso é de 10 Euros. Também é possível comprar as entradas combinadas com os Museus.

campanario-siena

A Fonte Gaia – Essa fonte fica do lado oposto da Torre, foi feita em mármore por Jacopo Della Quercia em 1409. Ela foi construída sob uma antiga fonte, mas agora ela recebia água de cerca de 30 quilômetros de túneis que drenam os campos que inundavam facilmente a redondeza de Siena. Foi restaurada e as peças originais podem ser vistas no Museu de Santa Maria Della Scala. As esculturas mostram a criação de Adão e Eva, o Éden e Nossa Senhora com o Menino Jesus, e os Lobos que jorram as águas são a representação da mãe loba que amamentou Rômulo e Remo.

fonte-gaia-siena

fonte-gaia

O Palio de Siena

A Praça de Siena além de ser belíssima é mundialmente conhecida por um inusitado evento que acontece todo os anos lá, o Palio de Siena. 

Esse evento acontece duas vezes por ano em 2 de Julho e em 16 de Agosto desde o século XIII e reúne milhares de pessoas para ver.

palio-sienaA escultura da Mãe Loba é vista em vários pontos da cidade, abaixo o símbolo de uma das Contrada (equipes) da competição do Pálio de Siena. 

O Palio de Siena é uma corrida de cavalos, onde a disputa acontece entre os 17 bairros de Siena. Apesar de todo o movimento que acontece na cidade para o evento, ele acontece super rápido, são apenas três voltas que os cavaleiros dão na praça em uma velocidade absurda, mas os preparativos começam quatro dias antes, com os sorteios dos cavalos, provas e jantares. Uma pena mesmo a gente não poder ter estado lá nas datas da corrida, quem sabe em uma próxima visita a Itália.

Informações Úteis:

Se for de carro é preciso estacionar fora do Centro Histórico onde há vários estacionamentos, mas uma dica é deixar no Parchedio Santa Caterina, Via Esterna de Frontebranda – fica perto do Duomo e você consegue chegar ao topo da cidade por escadas rolantes. Acredite, isso é bem importante.

siena-estacionamentosO acesso pelas escadas rolantes. 

Site oficial: www.comune.siena.it

Deixe um comentário
Você também pode gostar....
Basílica do Sangue Sagrado – Bruges
24 de outubro de 2016
Museu Rodin – Paris
18 de outubro de 2016
Petit Trianon – Versailles
24 de agosto de 2016
BARBADOS, CARIBE

Barbados – Caribe – Parte 4

barbados-mergulho

Sexta foi meu dia preferido! A viagem estava terminando e ainda não tínhamos visto tartaruga (só no submarino, mas tinha uma janela entre nós hehehe).

Barbados – Caribe – Parte 4

Dia 6- Carlisle Bay, St. Lawrence, Sunset Enterprise e Mercado Oistins

barbados-carlisle

Voltamos a Carlisle Bay onde havíamos conhecido uma brasileira em outro dia que nos contou que não era preciso fazer o passeio de barco para vê-las, ela pegava seu snorkel e nadava até logo ali, onde os barcos levam os turistas e param para dar comida às tartarugas. Compramos snorkel e nos arriscamos.

barbados-carlisle-beachbarbados

O resultado foi mais bonito do que esperava! Além das tartarugas havia uma grande quantidade de peixes de variadas espécies. Por um momento até esqueci que lá não dava pé e não, eu não sei nadar e muito menos usar snorkel, cheguei lá nadando cachorrinho e quando vi as bonitinhas aprendi em 2 segundos usar snorkel! Quando me dei conta do que estava fazendo me engasguei toda hahahahahah. Voltei para a areia em um nado nada sincronizado toda mareada (os perrengues da viagem tem que contar também né?).

barbados-tartarugas-snorkel

O que posso afirmar é que valeu muito a pena. Com a água cristalina e elas recebendo comida várias tartarugas ficam nadando junto e elas são lindas e nem dão bola para os mil humanos em volta!!

 barbados-tartaruga-mergulho

Também em Carlisle Bay há um navio naufragado e enquanto a pessoa aqui recuperava o fôlego em terra firme, o marido foi até lá conferir.

barbados-barco-naufragado barbados-mergulho

O passeio de barco para ir nadar com as tartarugas com snorkel e colete salva vidas por uma hora custa U$30,00. Compramos o snorkel em um Mercado próximo por U$30,00. É uma opção para quem não quiser gastar com o passeio do barco, no nosso caso, que estávamos em várias pessoas compensou comprar o snorkel e revezar.

barbados-tartaruga

Fomos para Barbados em época de férias de verão para os nativos e a praia foi enchendo de crianças e adolescentes. Muitos queriam interagir, tirar fotos e ficavam curiosos com a gopro (e indignados que não havia tela para ver como a foto ficou ahhaha). Alguns ainda queriam nos tocar principalmente no cabelo e ficavam repetindo “soft”, uns amados!

barbados-bajans-passeio barbados-bajans

Mais para o final da tarde fomos explorar a região de St. Lawrence, uma rua onde tem vários restaurantes inclusive uma churrascaria Brasileira.

barbados-st-lawrence-gap

Seguimos até Enterprise Beach, também conhecida por Miami Beach, onde há alguns bancos para curtir a vista e vimos esse por do sol incrível:

barbados-miami-beach barbados-enterprise barbados-enterprise-beach

Paramos ainda no Mercado de Oinstins, o principal Mercado de peixes deles, e como já havia lido, sexta feira é o ponto forte do local. Várias barraquinhas oferecendo o prato típico – peixe voador – entre outras comidas, algumas tendas com souvenirs, pessoas com macaquinhos na coleira e muito fervor barbadiano.

barbados-oinstins

barbados-oinstins-mercado

Por do Sol em Oinstins

Dia 7 – Sábado de Compras

Deixamos o último dia livre para fazer compras e pegar uma prainha. Fomos em duas Cave Sheperd, que é uma loja de departamentos que vende Levis, MAC, Tommy etc, mas o preço não compensava, mesmo tendo o desconto dutyfree apresentando o passaporte o preço ficava muito similar do que encontramos no Brasil. O que deu excesso na bagagem mesmo foi ir ao mercado e encher o carrinho de Rum e todas as variações dele!

Terminamos o dia e a viagem da melhor forma que podíamos: curtindo um por do sol e depois e tomando Rum Punch!

barbados-st-lawrence

barbados-accra

barbados-vista-aerea

Tchau Barbados!

Essa viagem foi parcialmente patrocinada por Visite Barbados e Global Vision Acess. O post foi escrito de forma totalmente imparcial conforme nossa própria opinião sobre o destino. 

Reserve seu Hotel em Barbados aqui no Banner do site Booking. Você não paga a mais por isso, mas ajuda a manter o Blog no ar, pois recebemos um comissão através da parceria com o Booking. 🙂

E se precisa alugar um carro é só pesquisar aqui na RENTALCARS. Você aluga um carro com uma empresa segura, ajuda o Blog e passeia tranquilo por Barbados.

Não esqueça de comprar seu seguro antes de viajar. A REAL SEGURO VIAGEM tem um buscador que compara os preços em várias corretoras. E o blog também recebe uma comissão pelas vendas sem alterar o seu custo.

Seguro viagem america do sul 468x60

 

Deixe um comentário
Você também pode gostar....
Barbados – Caribe – Parte 3
10 de outubro de 2016
Barbados – Caribe- Parte 2
22 de setembro de 2016
Barbados – Caribe – Parte 1
13 de setembro de 2016
BÉLGICA, Bruges, EUROPA

Basílica do Sangue Sagrado – Bruges

bruges-basilica

Para conhecer a Praça Burg em Bruges é bom ter um tempo tranquilo para passear. Não porque ela seja grande, mas para poder admirar tantos detalhes nas construções. Não é a toa que o Centro Histórico de Bruges está listado como Patrimônio da Humanidade pela UNESCO. E quando você chega ao cantinho da praça e acha que ela terminou é que acaba descobrindo mais um tesouro: a Basílica do Sangue Sagrado. Um local diferente para visitar com um pequeno museu junto, então não importa sua religião, vale a pena conhecer!

bruges

Basílica do Sangue Sagrado – Bruges

Bem no cantinho da Praça Burg fica esta construção com fachada gótica, bem diferente das Igrejas europeias, que se tornou Basílica somente em 1923. A Basílica do Sangue Sagrado leva esse nome exatamente por, dizem as lendas, abrigar a relíquia do Sangue de Cristo.

bruges-igreja-sangue-sagrado

Onde hoje é a capela, inicialmente era a residência do Conde de Flanders no séc XII.

A Basílica se divide em duas Igrejas:

Uma dedicada a São Basílio de Cesareia; a Capela de St. Basil, que fica na parte inferior, na entrada a esquerda. Essa Capela é bastante simples, escura, sem decoração, com estátuas de Cristo, duas naves laterais e uma central.

capela-sao-basil-bruges

Vale notar as paredes que são cheias de símbolos encrustados e nos túmulos do chão com detalhes do símbolo do Santo Graal (mistérios…).

igrejas-goticas

bruges-belgica-igrejasTúmulos com símbolos do Santo Graal. 

jesus-acorrentado-brugesJesus Cristo Acorrentado.

Por uma grande escadaria toda em estilo gótico é possível acessar a Capela superior, a Capela do Sangue Sagrado.

igrejas-bruges

Essa é toda ornada em tons dourado, com muitos detalhes do séc. XVI e remodelada no séc. XIX com vitrais coloridos e colunas com afrescos.

basilica-sangue-sagrado-interior

construcoes-goticas-belgicaFoto site: www.wikiwand.com

O púlpito chama atenção por ser em forma de um globo feito por Henry Pulinckx. A ideia desse formato era pregar o evangelho de Marcos: “Ide por todo o mundo e pregai o Evangelho

basilica-sangue-sagrado

A grande pintura do altar mostra o Mistério da Cruz, o transporte da relíquia de Jerusalém para Bruges e a entrega da tal relíquia, o Sangue de Jesus.

igrejas-belgica

História da Relíquia do Sangue Sagrado

A história conta que o sangue de Jesus foi preservado em um pano por José de Arimateia, após ter ajudado na limpeza do corpo de Cristo depois da crucificação. Este pano que estava dentro de um tabernáculo de prata, ficou guardado em Jerusalém até a Segunda Cruzada quando o Rei ofereceu a relíquia a seu cunhado, Thierry da Alsácia, o conde de Flandres. Em abril de 1150, o conde colocou a relíquia na capela, apesar de não haver nenhum registro dela ter sido trazida antes de 1250.

museu-basilica-sangue-sagradoMuseu no interior da Basílica. 

Hoje ela fica exposta em um altar na lateral da Basílica, dentro de um tabernáculo de prata feito por ourives locais, suas pontas são enroladas com fios de ouro e selada com cera vermelha.

museu-basilica-brugesPeças do Museu. 

Desde que chegou a Bruges ela nunca foi aberta.

museus-brugesMuseu da Basílica.

Dizem que só nas sextas-feiras a relíquia fica exposta, mas fomos na quarta e um padre estava lá com ela. Pegamos uma pequena fila e ao chegar à frente da relíquia, para as pessoas que dão algum valor em doação, o padre entregava uma oração.

Informações Úteis:

Burg 13, 8000 Bruges

Horários: 8h30 às 12h00 – 14h00 às 17h00

Valor: Basílica entrada gratuita/ Museu 2,50 Euros

Site Oficial: ww.holyblood.com

Aqui tem mais post sobre Bruges : Um dia em Bruges

Reserve seu Hotel em Bruges aqui no Banner do site Booking. Você não paga a mais por isso, mas ajuda a manter o Blog no ar, pois recebemos um comissão através da parceria com o Booking. 🙂

E se precisa alugar um carro na Bélgica é só pesquisar aqui na RENTALCARS. Você aluga um carro com uma empresa segura, ajuda o Blog e passeia tranquilo pelas lindas cidades medievais

Não esqueça de comprar seu seguro antes de viajar. A REAL SEGURO VIAGEM tem um buscador que compara os preços em várias corretoras. E o blog também recebe uma comissão pelas vendas sem alterar o seu custo.

Seguro viagem europa 468x60

Deixe um comentário
Você também pode gostar....
Um Dia em Bruges – Bélgica
7 de junho de 2016