BARBADOS, CARIBE

Barbados – Caribe- Parte 2

barbados-centro-historico

Depois de descansar nos primeiros dias em Barbados, se familiarizar com a mão inglesa no trânsito e curtir algumas praias, era hora de conhecer mais alguns dos tantos pontos turísticos que a Ilha tem a oferecer.

Barbados – Caribe – Parte 2

Dia 4 – Atlantis Submarino e Praia

O passeio no Atlantis Submarino foi o único passeio que reservamos pelo site e tínhamos horário programado. Para não correr o risco de perder o horário chegamos super cedo, o que foi muito bom, a lojinha climatizada tem wifi free e muitos souvenirs com preço melhor que de várias lojas da ilha. O submarino fica atracado no porto de Barbados, muito fácil para localizar.

barbados-submarino-porto

O embarque é feito em alto mar, então é necessário pegar um barco e durante o trajeto um guia passa as informações básicas sobre o passeio como: o submarino em Barbados está em perfeito funcionamento há 29 anos; dicas do colete salva vidas e a informação importantíssima que qualquer problema o Submarino volta a superfície em OITO SEGUNDOS.

barbados-submarino-interior

O Submarino tem capacidade para 48 pessoas e confesso que no início achei que seria meio claustrofóbico o passeio, mas posso garantir que são 40 minutos que passam muito rápido – infelizmente – onde todos ficam de boca aberta.

barbados-submarino-atlantis

Ao entrar no submarino a organização é um pouco demorada, é preciso equilibrar o submarino, aí vira um tal de senta mais para lá, agora mais para cá…

O submarino desce 40 metros e no começo, com a água turva, a impressão que dá é que não vai ser possível ver nadinha lá em baixo mas conforme vai chegando ao fundo começam a aparecer as belezas do oceano e além de um barco naufragado (nesse momento com toda a emoção da música do Titanic tocando hahahaha) pudemos ver diversas espécies de peixes e até uma tartaruga. Vale cada dólar!

barbados-submarino-naufrago

Na volta, no barco, é oferecido sucos e Rum Punch a vontade, bom para não perceber o balanço do barco!

barbados-atlantis-submarino

Valor: U$107,00

Site: www.barbados.atlantissubmarines.com

Na nossa programação estava conhecer o Centro Histórico nessa tarde, mas o calor era tanto que resolvemos conhecer a Carlisle Bay, alugamos cadeiras e guarda sol por $30,00 na praia de Brown’s Beach e curtimos o mar calmo que mais parece uma piscina, o pôr do sol e muitos nativos dando show jogando frescobol.

barbados-por-do-sol barbados-browns-beach

Dia 5 – Centro Histórico, Destilaria de Rum, Concorde Experience e mais Praias.

Aproveitamos que a manhã estava nublada e passeamos pelo Centro Histórico. Barbados está na lista de Patrimônios da Humanidade da UNESCO com seu Centro Histórico de Bridgetown e Forte Garrison.

barbados-centro-historico barbados-bridgetown barbados-bridgetown-centrobarbados-independence-square

Foi na visita a Destilaria Mount Gay que tivemos uma bela aula sobre a história e cultura de Barbados. Claro que a visita já inicia com degustação de Rum Punch mas a guia fala um inglês bem devagar, até com Rum na cabeça consegui entender ahahhaha

barbados-destilaria-rum-mount-gay

A guia mostrou alguns documentos históricos onde comprova que a Destilaria Mount Gay é a destilaria de Rum mais antiga do mundo e conta como o rum foi descoberto.

A descoberta do Rum foi algo bem interessante. As plantações de cana eram apenas para produção de açúcar, mas ao armazenar por muito tempo o melaço da cana acabou virando bebida, os ingleses gostaram tanto que resolveram levar à Europa, mas ao chegar lá, depois de uma viagem super longa de barco, a bebida já estava envelhecida, com outro gosto. O Rum é muito parecido com a nossa ‘cachaça’ justamente por ser derivado da cana de açúcar, o que muda basicamente é o tempo que a bebida permanece em barris de carvalho e isso torna a bebida escura e adocicada.

barbados-mount-gay

A visita é feita na filial da empresa, onde a bebida vem pronta para ser engarrafada, a fábrica mesmo fica mais ao norte da ilha e não é possível visitar (até passamos na frente em outro dia de passeio).

Após assistir um vídeo com mais explicações vem a degustação e a guia explica cada tipo de Rum que é servido. Quando você acha que acabou a próxima parada é no bar para comprar as bebidas, mas não sem antes provar qual você vai comprar, aja fígado!

barbados-destilaria-rum

Obs: Perguntamos se podia beber e dirigir, o barman riu achando que era piada a pergunta e disse que a partir dos 16 anos pode fazer o que quiser, inclusive beber E dirigir.

Valor U$10,00 com degustação

Site: www.mountgayrum.com

A tarde voltamos até o Aeroporto para visitar o Concorde Experience.

barbados-concorde-experience

Aqui as opiniões se dividiram. Quem gostou mesmo do passeio foram os homens, segundo o marido, visitar o Concorde Experience para os aficcionados em tecnologia e amantes da aviação como ele, pode ser a melhor pedida da ilha, fora as praias, é claro (pelo menos nisso a opinião era unânime). O Concorde é um avião supersônico comercial, o mais rápido do mundo, produzido em 1965. Em 1978 ele parou de voar devido um acidente. O acidente não foi falha técnica mas ajudou ele a se aposentar juntando com o alto custo de mantê-lo no ar.

barbados-concorde-supersonico

A exposição, ao menos no dia da nossa visita, estava vazia. Parece até que está um pouco decadente. Os homens do nosso grupo gostaram pois deu para fazer com calma a visita que está dividida em partes onde uma guia acompanha explicando. Há um pequeno documentário para assistir, exposição de uniformes, louças originais e um tour pelo interior da aeronave. 

barbados-concorde-aviao

Barbados era uma das rotas do Concorde, fazendo Londres/Barbados em 3h30 (o tempo normal são 8h30h) e a passagem custava 40 MIL REAIS POR PESSOA!

Só existem poucos Concordes em exposição pelo mundo. A British Airways mantém o avião em Barbados em perfeito funcionamento, inclusive é só abastecer que ele está pronto para voar.

barbados-concorde

Valor: U$20,00

Site: www.barbadosconcorde.com

De lá seguimos até Crane Beach, considerada uma das praias mais bonitas do mundo. Sinceramente, o tempo estava fechado, ventava muito, a praia estava cheia de algas e não achei que ela merecesse o título.

barbados-crane-beach

Havia lido que havia um castelo pela região que pertenceu a um pirata, o Sam Lord’s Casttle. Embora no mapa indicasse que estaria fechado para visitação resolvemos passar por lá. Há muitas placas indicando perigo e proibida a entrada. 

barbados-castelo

Depois soube que em 2010 um incêndio destruiu o castelo. Passamos apenas de carro no entorno do castelo mas deu para imaginar como ele era em todo seu esplendor.

barbados-sam-lords-casttle

Paramos rapidamente em Bottom Bay, uma praia praticamente deserta onde o acesso é feito por uma escada, tem alguns coqueiros que deixam a praia cheia de charme.

barbados-bottom-bay barbados-bottom-bay-praia

Terminamos o dia indo jantar no Tapas, um dos principais restaurantes de Barbados! Arriscamos ir sem reserva e fomos muito bem recebidos. O restaurante fica a beira mar e tem um cardápio para todos os gostos. A comida, o visual e o atendimento compensaram o preço. 

barbados-tapas-restaurante

Essa viagem foi parcialmente patrocinada por Visite Barbados e Global Vision Acess. O post foi escrito de forma totalmente imparcial conforme nossa própria opinião sobre o destino. 

Reserve seu Hotel em Barbados aqui no Banner do site Booking. Você não paga a mais por isso, mas ajuda a manter o Blog no ar, pois recebemos um comissão através da parceria com o Booking. 🙂

E se precisa alugar um carro é só pesquisar aqui na RENTALCARS. Você aluga um carro com uma empresa segura, ajuda o Blog e passeia tranquilo por Barbados.

Não esqueça de comprar seu seguro antes de viajar. A REAL SEGURO VIAGEM tem um buscador que compara os preços em várias corretoras. E o blog também recebe uma comissão pelas vendas sem alterar o seu custo.

Seguro viagem america do sul 468x60

Deixe um comentário
Você também pode gostar....
Barbados – Caribe – Parte 1
13 de setembro de 2016
Barbados – Caribe – Guia de Viagem
5 de setembro de 2016
BARBADOS, CARIBE

Barbados – Caribe – Parte 1

barbados-sargaco

E aí você mora em Santa Catarina, sai do país com de 10°C e chega em Barbados com sensação térmica de 40°C! Você fica com dor de garganta com o choque térmico ou você aproveita o paraíso? No meu caso as duas opções hahahah

accra-beach

O aeroporto de Barbados é pequeno mas bem organizado, aproveitamos para trocar um pouco de dinheiro no câmbio dali mesmo, mas não é necessário já que todo o comércio adota o câmbio de 1 dólar Americano = 2 dólares barbadenses.

Pegamos o carro que já havíamos alugado do Brasil e o pessoal da locadora, muito solícito, se ofereceu para ir com outro carro com nossas malas e nos mostrando o caminho (já que estávamos em 7 pessoas e no nosso carro caberia ou nós ou as malas). Já gostei dos bajans!!

Barbados Caribe – Parte 1

Dias 1 e 2 – Dias Livres

Barbados tem inúmeras opções de hospedagem para todos os bolsos e gostos. Na costa leste onde é banhado pelo mar do Atlântico, as opções de hospedagem são menores mas como a ilha é pequena, pode tranquilamente se hospedar na costa Oeste e ir todo dia para lá surfar!

barbados-accra-hotel

Depois de muita pesquisa nós ficamos hospedados no Accra Beach Hotel que possui uma ótima localização além de uma praia linda com uma faixa de areia larga na costa oeste, com aquele marzão 50 tons de azul caribenho. O hotel oferece toalhas e cadeiras na praia, tem 4 restaurantes e um bar molhado, perfeito para terminar o dia na piscina tomando Rum Punch.

 barbados-accra

Deixamos sábado e domingo livre para caminhar, descobrir o ótimo comércio da redondeza (há uma espécie de shopping em frente ao hotel com várias opções de restaurantes e lojinhas de souvenir), curtir a praia de Accra e dar uma olhada em Worthing Beach que fica ao lado.

 barbados-accra-piscina

Dia 3 – Praia e Costa Leste

Segunda pela manhã ainda deixamos livre, por que né, estávamos de férias no Caribe.

barbados-accra-praia

A tarde estava na programação explorar o Leste da Ilha, lá onde é banhado pelo Atlântico e tem muitas ondas para os surfistas. Colocamos no GPS a primeira praia que gostaríamos de conhecer e saímos. Depois de uns 15 minutos o GPS indicava que havíamos chegado no MAR, olhávamos para todos os lados e o que parecia mesmo era que estávamos no ponto mais isolado e pobre do país. Depois de algumas voltas e pedidos de informação resolvemos resetar o GPS e tchanam, finalmente ele nos levou ao destino correto. Porém perdemos muito tempo nessa brincadeira e foi necessário excluir algumas praias do programado. 

Vou abrir um parênteses aqui sobre o trânsito: a maior parte das estradas são pistas simples, mesmo onde o GPS informava “highway”, só há acostamento nas poucas vias duplicadas e no interior pegamos estradas muito ruins e estreitas, porém os motoristas locais são bastante educados no trânsito, param sempre para os pedestres passarem (mesmo sem faixa de pedestre) e sinalizam com luz ao dar passagem aos carros que querem cruzar a via.

barbados-estrada

Paramos em Bathsheba onde há uma antiga construção e deixa a vista muito pitoresca. As praias do Leste – e outras ilhas do Caribe – estão sofrendo com o excesso de sargaço que são essas algas, inclusive no avião chegando em Barbados já era possível vê-las e eram tantas que do alto pareciam manchas de óleo no mar.

barbados-sargaco barbados-bathsheba

Próxima parada foi na Igreja St. John’s Church, uma igreja de estilo gótico de 1836. Estava acontecendo um velório e visitamos o entorno dela, onde há várias tumbas muito antigas, com o som do órgão ficou meio sombrio o passeio. A igreja fica muito acima do nível do mar e tem uma vista linda da costa leste.

barbados-st-johns-church

barbados-leste

Ao sair passamos pelo cemitério e o bar ao lado estava lotado, as pessoas riam, bebiam e conversavam com muita animação. Uns dias depois, ao visitar a destilaria de Rum, a guia comentou que em Barbados é comum encontrarmos uma igreja, um cemitério e um ‘Rum Shopping’ já que para eles tudo é motivo para beber. Seja em casamento ou em velórios. Povo animado!

barbados-church

Na praia de Bath fizemos uma parada rápida e vimos ela de um mirante no alto. Soube que antigamente a ilha possuía uma linha de trem que cruzava o país de Bridgetown, capital, até Bathsheba e ali em Bath ainda possui um pedaço dessa linha de trem. Fica a dica para quem tiver mais tempo

barbados-bath

Codrington College é a faculdade de Teologia mais velha do ocidente. Sua construção de 1743 foi baseada em Oxford. Atualmente é uma biblioteca e possui aulas apenas aos sábados. Os bajans aproveitam o espaço para fazer piquenique.

barbados-codrington barbados-codrington-college

O local é calmo e transmite muita paz. Mesmo estando fechada naquele dia, é possível caminhar pelo seu gramado, ter uma vista linda para o oceano e avistar até um antigo farol no ponto mais ao leste da ilha.

barbados-codrington-college-fachada

Informações Úteis:

Condrigton College: Entrada franca. Site oficial: www.codrington.org

Accra Brach Hotel: www.accrabeachhotel.com

Essa viagem foi parcialmente patrocinada por Visite Barbados e Global Vision Acess. O post foi escrito de forma totalmente imparcial conforme nossa própria opinião sobre o destino. 

Reserve seu Hotel em Barbados aqui no Banner do site Booking. Você não paga a mais por isso, mas ajuda a manter o Blog no ar, pois recebemos um comissão através da parceria com o Booking. 🙂

E se precisa alugar um carro é só pesquisar aqui na RENTALCARS. Você aluga um carro com uma empresa segura, ajuda o Blog e passeia tranquilo por Barbados.

Não esqueça de comprar seu seguro antes de viajar. A REAL SEGURO VIAGEM tem um buscador que compara os preços em várias corretoras. E o blog também recebe uma comissão pelas vendas sem alterar o seu custo.

Seguro viagem america do sul 468x60

2 Comentários
Você também pode gostar....
Barbados – Caribe- Parte 2
22 de setembro de 2016
Barbados – Caribe – Guia de Viagem
5 de setembro de 2016
BARBADOS, CARIBE

Barbados – Caribe – Guia de Viagem

barbados-accra-beach

Há um bom tempo atrás decidimos conhecer o Caribe e Barbados entrou como destino principal por alguns motivos:

  • Barbados é banhada tanto pelo Mar do Caribe quanto o Atlântico;
  • Em termos de infraestrutura, é uma das melhores do Caribe, inclusive Barbados é a única ilha com água potável;
  • Não está na rota de furacões;
  • A Avianca faz o destino duas vezes por semana, com escala;
  • A ilha oferece várias opções de turismo além das praias (várias mesmo, quase não conseguimos fazer todas e ainda aproveitar as praias);
  • E a cantora Rihanna é natural de Barbados e ainda possui casa lá (brincadeira, esse não foi um dos motivos :p )

Barbados – Caribe – Guia de Viagem

História e Curiosidades de Barbados

Ao contrário das outras ilhas caribenhas que foram formadas por atividade vulcânica, Barbados foi formada por rochas biogênicas que, em resumo, são sedimentos de animais marinhos acumulados no fundo do oceano que foram levantados com atividade de placas tectônicas formando assim a ilha.

barbados-aereo

Quem descobriu a ilha foram os Espanhóis no final do século XV, mas foram os Portugueses que passaram a visitá-la com frequência e daí o nome dela ser em português devido as árvores típicas “barbadas” da ilha. Porém, mais tarde, quem colonizou a ilha foram os ingleses. Barbados comemora este ano 50 anos de independência, mas mantém seu estilo inglês no trânsito com mão inglesa, alguns alimentos típicos britânicos e a língua (alguns com muito sotaque caribenho, o chamado Bajan).

A Moeda de Barbados

A moeda é o Dólar Barbadense sendo que vale o dobro do Dólar Americano – este é aceito em toda a ilha, mas o troco volta em Barbadense.

barbados-chefetteChefette – Rede local de Fast Food

Vacinas

É necessário ter a vacina para febre amarela e comprovar por uma carteirinha internacional da Anvisa (há postos da Anvisa pelo Brasil todo).

Como se Locomover em Barbados

Alugamos um carro ainda no Brasil para os 8 dias e tivemos o cuidado de ser automático. Já basta ser mão inglesa, ter que trocar marcha não seria legal. Os pedais são como os nossos, mas o comando das setas troca de lugar com o limpador do parabrisa. Nem preciso dizer o quanto rimos cada vez que nosso motorista ia dar seta mas ligava o limpador no maior sol, sem um pingo de chuva!

barbados-carro

Fora isso não foi problema a mão inglesa, depois de dois dias dirigindo ele estava praticamente um britânico. É necessário apenas a carteira de motorista brasileira e ao retirar o carro eles fazem uma permissão ao custo de U$5.

barbados-mao-inglesa

Há transporte público na ilha com ônibus e vans. Basta acenar que eles param em qualquer lugar. Não utilizamos, mas parecia ser muito eficiente. Se estávamos caminhando a van já vinha buzinando e o motorista batendo com o braço para fora na lataria do automóvel oferecendo o transporte (mesmo quando ela estava lotada).

barbados-transporte-publico

Uma Semana em Barbados

Antes de viajar fizemos muitas pesquisas. Raramente ficamos uma semana inteira em um único destino e estaríamos em 7 pessoas então seria importante ter tudo organizado. A ilha não é muito grande, do tamanho de Florianópolis, mas mesmo com o roteiro bem detalhado em alguns dias não conseguimos cumprir tudo.

barbados-salva-vidas

Leia aqui como foi nossos primeiros dias em Barbados: Barbados – Caribe – Parte1

Essa viagem foi parcialmente patrocinada por Visite Barbados e Global Vision Acess. O post foi escrito de forma totalmente imparcial conforme nossa própria opinião sobre o destino.

Reserve seu Hotel em Barbados aqui no Banner do site Booking. Você não paga a mais por isso, mas ajuda a manter o Blog no ar, pois recebemos um comissão através da parceria com o Booking. 🙂

E se precisa alugar um carro é só pesquisar aqui na RENTALCARS. Você aluga um carro com uma empresa segura, ajuda o Blog e passeia tranquilo por Barbados.

Não esqueça de comprar seu seguro antes de viajar. A REAL SEGURO VIAGEM tem um buscador que compara os preços em várias corretoras. E o blog também recebe uma comissão pelas vendas sem alterar o seu custo.

Seguro viagem america do sul 468x60

Deixe um comentário
Você também pode gostar....
Barbados – Caribe- Parte 2
22 de setembro de 2016
Barbados – Caribe – Parte 1
13 de setembro de 2016